25 de mai de 2010

Vale a pena fazer intercâmbio na Irlanda?

Quando surgiu a idéia de nós fazermos intercâmbio, nem imaginávamos que iríamos acabar vindo para a Irlanda. Para falar a verdade, nem sabia exatamente onde ficava, sabia apenas que era na Europa.

A primeira opção foi Austrália, por ter um amigo lá e principalmente pelo clima ser muito semelhante ao do nosso Brasil. Depois de levantar alguns preços, passagem aérea, escola e visto percebemos que não seria viável, pois os custos seriam muito alto para duas pessoas. Então discutimos sobre onde poderíamos ir. Estados Unidos nós não queríamos principalmente por causa da crise, Canadá e Inglaterra seriam as próximas opções. Escolhemos então Inglaterra por ser na Europa e acreditávamos que seria mais interessante, pois poderíamos conhecer muitos outros países do que se fossemos para o Canadá.

Conversando um pouco mais, inclusive na agência pela qual viemos, a Gotolondon, sugeriram então Dublin. A primeira impressão sobre Dublin não foi legal, pois até então não conhecíamos nada sobre a Irlanda, e a primeira pesquisa encontramos que chovia aproximadamente 330 dias por ano. Será que compensaria trocar o clima do Brasil de sol e calor por um país onde chove o ano todo?

Colocamos então no papel os prós e os contras entre Londres e Dublin e concluímos que para nós, que o único foco é aprender inglês, que Dublin seria a melhor opção. Primeiro foi pelo visto que aqui não tem tanta burocracia quanto Londres, o visto vale por um ano e podemos estudar e trabalhar legalmente. Pelo que muitos nos falaram, em Londres nosso contato com a língua portuguesa também seria maior que em Dublin, e esse foi outro fato bastante relevante para optarmos pela Irlanda e agora depois de quase 2 meses aqui já temos algumas conclusões sobre fazer ou não fazer intercâmbio na terra do Leprechaum.

VALE MUITO A PENA VIR PARA CÁ, ACREDITAMOS QUE FIZEMOS UMA ÓTIMA ESCOLHA.

Pelo simples fato de nunca termos saído do Brasil antes, qualquer lugar do mundo que fossemos seria novidade e com certeza contaríamos com muito entusiasmo, mas vou listar alguns pontos pelo qual a Irlanda nos conquistou.

Custo de vida:

O custo de vida aqui é não é alto. Em média gastamos 450 por mês, dos quais 300 é somente para a moradia, ou seja, quase 70% dos nossos gastos é o aluguel. O restante está incluído alimentação, telefone, energia elétrica e outros gastos necessários. Não gastamos com transporte pois moramos no centro da cidade, e por isso o aluguel é mais caro, além do mais nesse valor já está incluído internet, TV a cabo e o apartamento é todo mobiliado.

A alimentação é bem barata, a compra da semana varia de 20 a 30(o casal, porém extravagância somente no almoço de domingo), mas se for comer na rua sai um pouco mais caro. No supermercado dá para encontrar muita coisa que comemos no Brasil, então se souber cozinhar acredito que não irá passar vontade na alimentação. A curiosidade na alimentação Irish é que eles não almoçam como nós brasileiros. Aqui eles tomar um super café da manhã com bacon, feijão, salsicha, churiço, tomates, ovos e café ou chá, fazem um lanchinho por volta das 13h e jantam depois do trabalho.

Como toda geladeira brasileira não pode faltar uma cervejinha, não é porque estamos fora de casa que também não podemos ter esse luxo, até mesmo porque é barato comprar cerveja para levar para casa(beber em pub é bem mais caro). A caixa de Stella Artois com 24 long necks por exemplo sai por 15. Mas atenção, é expressamente proibido beber bebida alcoólica na rua e a multa é cara.

Roupas também é barato. Existem lojas de departamento (as mais famosas são PENNEYS e DUNNES) que da para comprar calças e camisas por 4, sapatos, jaquetas por 15. Lógico que existem outras lojas com preços superiores, como é o caso da Arnotts que é um loja de grife que o preço é bem salgado, porém muito mais barato se comparado com o Brasil. Se pensa em vim para a Irlanda, não se preocupem em trazer roupas, podem comprar aqui muito mais barato que no Brasil.


Passagem aérea também é barato. Existe a companhia aérea Ryanair que fazem vôos da Irlanda para vários países da Europa com preços bem baixos, por exemplo Londres que a passagem custa 6 ou Berlin 14.99 que é o mesmo preço para vários outros destinos na Europa. Existem limitações nessa companhia, só pode levar bagagem de mão por esse preço, se precisar de usar o bagageiro do avião, a passagem é mais cara.

O salário mínimo irlandês é 8.65 por hora, o que torna um dos mais bem pagos na Europa. Isso acontece porque alguns produtos são mais caros que no restante da Europa devido ao frete de trazer esses produtos para a ilha, e conseqüentemente aumenta o custo de vida, porém muitos desses produtos são considerados supérfluos, o que não onera tanto nossas despesas aqui. Por esse fato do salário ser um dos mais bem pagos da Europa, muitos europeus vêm passar suas férias de verão em Dublin para juntar uma grana e depois voltar para seu país.

Emprego:

Quando chegamos aqui, dia 01/04 escutamos muitas pessoas se queixando que está muito difícil arrumar emprego e muitos estavam desempregados ainda, porém com o verão se aproximando muitas vagas estão surgindo. Tivemos muita sorte aqui, a Lili já está trabalhando há algumas semanas e eu já trabalhei alguns dias e estou engatilhando em outro emprego. Para mulher está mais fácil, mas não quer dizer que não existem vagas para homens, existem sim e um pouco de persistência ajuda.

Educação:

Nossa escola aqui é boa, embora grande maioria sejam brasileiros. As aulas são bem úteis para o nosso aprendizado, mas não da pra ficar só com a escola não, é necessário buscar outras formas para treinar o inglês. As bibliotecas públicas são muito ricas e oferecem todo o material didático para aprendizado, desde aulas de conversação e gramática gratuita para os interessados. Além do mais, a cada 50 aulas de gramática que fizer se ganha um certificado cedido pela biblioteca.

Segurança:

Comparado com o Brasil, aqui é muito seguro. A Garda (polícia irlandesa) não utiliza armas de fogo e mesmo assim o controle contra violência é eficaz. Claro, como todo lugar no mundo, não custa um pouco de atenção. Já ouvimos falar em alguns roubos na rua, geralmente praticados por “knackers”. Estes são a população de baixa renda da Irlanda sustentada pelo governo. Geralmente os mais novos usam moletons e tênis brancos e são arruaceiros. Por serem menores são protegidos pela lei e causam alguns transtornos. A dica é quando ver um grupinho de Knackers, não olhem e nem falem português por perto, e se possível mude de calçada. Tente evitar ao máximo possível o contato.

Transporte Público:

O transporte público em Dublin é bastante eficaz. Os ônibus geralmente são de dois andares, pontuais e o valor máximo da passagem é 2.20, porém pode comprar tickets que são válidos por 5, 15 ou 30 dias não consecutivos com valores mais atrativos. Tenha cuidado, pois não se pode andar de ônibus pagando com notas, somente com moedas e se tiver troco o motorista te dá um vale para trocar na bilheteria em algum ponto da cidade.

Além do ônibus, existem trens que circulam na cidade, o “Luas” que saem do centro e vão para os bairros mais distantes e o “Dart” que vão para cidadezinhas ao redor de Dublin. O preço da passagem varia de acordo com o destino, mas o preço é acessível. O interessante é que no centro o “Luas” divide espaço nas ruas com os carros e não existem cobrador no Trem. Toda estação do “Luas” existe um maquina de venda do ticket, basta inserir o dinheiro e pegar o ticket e entrar no trem, porém nada te impede de entrar no trem sem o ticket, mas por infelicidade algum fiscal entrar no trem e não for com sua cara e te pedir para ver o ticket e você não tiver, a multa é bem salgada.


A língua Inglesa:

Quando decidimos vir para cá, muitas pessoas nos falaram que o inglês irish seria mais complicado aprender. Não estamos encontrando tanta dificuldade não, estamos conseguindo entender boa parte da conversa, e acreditamos que a dificuldade seria a mesma em qualquer país que se fale inglês. Na escola nossos professores são irlandeses e conseguimos entendê-los perfeitamente. Acontece que algumas pessoas falam muito rápido e com bastante gírias e isso dificulta muito entender uma frase e conversando com a professora, até ela mesmo confessou que muitas vezes não consegue entender o inglês dessas pessoas, que geralmente são pessoas com um nível de educação inferior. E isso acontece também no Brasil, já conversei com pessoas no Brasil em português que não consegui entender nada.

Lazer:

Em Dublin toda esquina tem um pub e na maioria com música ao vivo e bem agradável para tomar uma pint(Pint é como se fosse nosso chop, porém numa tulipa de 500ml). O problema é o preço da pint dentro do pub que vária entre 3.50 (promoção: depende do dia e do horário) a 7.00. Maioria dos pub a entrada até às 23horas é gratuita e a balada vai até no máximo às 3horas da manha, que é o horário limite das noites de Dublin e que realmente é respeitado, mesmo se a boate estiver lotada acende-se as luzes e desligam o som.

Além de pub, que é um lazer mais caro, tem os passeios que são bastantes agradáveis. Ao redor da cidade existem vários castelos, basta pegar o Dart e passear o dia todo. E até mesmo na cidade consegue encontrar atrações para visitar, tais como castelos, museus, igrejas, parques (O Phoenix Park é o maior parque urbano da Europa e dentro tem o Dublin Zoo, vale a pena conhecer) entre outros. Falta do que fazer com certeza é uma coisa que não ira acontecer.

Beleza do País:

Dublin é uma cidade linda, a arquitetura é fantástica e os parques são muito verdes. Existem monumentos bem antigos e castelos em volta da cidade que faz de Dublin uma cidade turística bem movimentada na Irlanda.

Além de Dublin, existem outros pontos turísticos que vale a pena visitar. Abaixo seguem dois vídeos com algumas fotos da Irlanda, basta clicar para assistir.

Vídeo 1

Vídeo 2

É isso ai galera, nossa opinião é que vale muito a pena vir para cá, mais independente do lugar que for fazer intercâmbio, aproveitem ao máximo essa experiência que será unica em suas vidas.
Abraço e até a próxima.
:D

21 de mai de 2010

Dia de folga!!

Depois de trabalhar durante 7 dias seguidos sem folga, até que enfim o pessoal do hotel resolveu me dar 2 dias pra descansar e curtir um pouco também né?
Ontem, fomos conhecer o Dublin Castle, um castelo que fica no centro de Dublin e hoje é um complexo do governo irlandês.
O castelo foi símbolo do domínio inglês por sete séculos. Foi construído no século 13 e depois de um incêndio em 1684, o inspetor geral da época elaborou a planta que é conservada até hoje.

No caminho encontramos essas figuras aqui embaixo, dirigindo um veículo um tanto quanto estranho, e como ele usava a direção? ahh... isso não tenho idéia!!



Entrada do Dublin Castle.



Edifício do Tesouro, o mais antigo edifício de escritórios de Dublin, de 1717.

A Capela Real, concluída em 1814. Uma igreja neogótica dentro do castelo.

Fizemos um vídeo da capela pra que vocês conheçam melhor:

Estátua da Justiça, que fica localizada junto a entrada principal. Na época essa estátua despertou cinismo do povo de Dublin, pois dizia que ela virava as costas pra cidade.


Interior do Dublin Castle. Esta é a Throne Room, o mais majestoso dos State Apartaments e contém um trono, que foi instalado por ocasião da visita do Rei Jorge IV, em 1821.

Outro State Apartament.

Jardim Principal do Castelo

Reparem só nas formas geométricas do jardim.

As formas fazem cabeças de cobras.

Monumento que fica localizado em frente a Chester Beatty Library, uma biblioteca dentro do jardim.

Foi um passeio muito interessante, onde conhecemos um pouco mais da cultura e história de Dublin.
=)

Beijos.

20 de mai de 2010

A Sorte Bateu Em Nossa Porta.

Primeiramente gostaria de me desculpar, pois faz um tempo que não faço nenhum post no blog e tenho deixado essa tarefa só para a Lili, mas vou voltar a escrever um pouco mais.

Segunda-feira passada aconteceu uma coisa bem interessante. Logo após o almoço, por volta das 16horas, tocou nossa porta. Ao abrir, era um rapaz, que identificou-se como Simon e trabalhava para o “Central Statistics Office” (escritório de estatística da Irlanda) e já foi entrando na casa, sem mais nem menos afirmando que gostaria de fazer uma pesquisa com nós. Quando o Guilherme percebeu que o Simon foi entrando na casa sem ser convidado, ele foi ver o que estava acontecendo. Para aumentar mais as desconfiança de nós brasileiros (no Brasil isso seria bem suspeito), o Simon mostrou a carteirinha para o Guilherme com o dedo na foto e explicando do que se tratava a pesquisa.

Logo pensei que era como nosso senso brasileiro e já queria dispensar o Simon logo de cara, mas ele não parava de falar, não deu oportunidade, até quando ele falou em 40.

Um absurdo, além dele vir fazer pesquisa com a gente, nós tínhamos que pagar 40? Não isso já era d+, foi daí que pedimos para ele explicar novamente sobre os 40 euricos, e foi uma surpresa boa, pois ele não estava cobrando de nós e sim estava pagando esse valor para nós...

Logo, nós ficamos animados e ainda por cima não era 40 para casa, e sim por pessoa. Ou seja, seria 160 para casa, melhor ainda.

E o como funciona a pesquisa?

Ele nos deu 4 livros (1 livro para cada) e todos os nossos gastos tem que ser colocados no livro: supermercado, lanches, roupas, farmácia, tudo. E se um não fizer, ninguém ganha, então todo dia anoite um já incentiva o outro a anotar.

Ótimo, até o governo irlandês quer que nos demos bem aqui. Será que no próximo mês teremos que fazer outra pesquisa? Espero que sim.

Segue abaixo a foto do livro que temos que anotar.





Até a próxima.
Abraços
:D

17 de mai de 2010

Happy Birthday Lili!!! 14/05

Ahhh êehh!! Vinte e poucos anos (é feio falar a idade) e comemorando em grande estilo!! Isso não posso negar né? Afinal, estou na Europa!
E com certeza foi muito divertido.
Senti muita falta das pessoas que eu amo e que com certeza se eu estivesse no Brasil elas estariam comigo nesse dia tão especial! Obrigada pelo carinho de todos que de um jeito ou de outro fizeram esse dia ser diferente dos outros!
Obrigada pelos parabéns amigos, família e principalmente obrigada a você Fred, por você fazer de cada dia meu aqui na Irlanda como se fossem todos os dias meu aniversário! Te amo lindo!
Fomos comemorar no Purty Kitchen, um Pub muito bacana de 3 andares. No início rolou uma banda muito boa e mais tarde fomos pra boate que tocava musica eletrônica!
A galera da escola foi em peso, até nossa professora, conforme seguem fotos abaixo.










E além do meu aniversário, também comemoramos o niver do Daniel, que sopra velinhas no mesmo dia que eu!!
Valeu galera e mais uma vez, obrigada!!

Muitas saudades...
beijos

6 de mai de 2010

Já temos um trabalho!!

Ufaaa... é essa nossa sensação de alívio agora.
Depois de entregar muitos currículos e ouvir de muita gente que está aqui há meses que estava difícil conseguir emprego, graças a Deus eu e Fred começamos a trabalhar!
Na semana passada me chamaram pra uma entrevista em uma empresa de eventos, pra fazer não sei o quê (na verdade a mulher falou milhares de coisas ao telefone, mas eu não entendi nada, rs).

Fui pra entrevista e chegando lá me deparei com mais duas candidatas, uma francesa e outra irlandesa (pensei, já era! Não vou conseguir desbancar essas duas que falavam inglês fluente). A entrevista com o gerente aconteceu com nós três na mesma sala. O cara falou durante uns 40 min. e eu devo ter entendido umas 5 palavras!! É agoniante! É isso que nos faz estudar mais e mais. Consegui responder algumas perguntas dele e saí da entrevista sem saber o que era exatamente o trabalho e com a certeza de que não passaria para a próxima etapa. Mas para minha surpresa, me ligaram mais tarde e disseram que fui aprovada!! Mais uma vez não entendi muita coisa ao telefone mas entendi que era para voltar no mesmo lugar no outro dia. Fiquei muito feliz!! No outro dia, cheguei com a candidata irlandesa e mais um outro grupo. O dono da empresa chegou, falou durante meia hora e nos deu uma folha para assinar.

Só aí fui entender o que realmente era o emprego!! Venda porta a porta de energia eólica, sem salário fixo, sem ajuda de custo e se eu não vendesse nada, não ganharia nada!!! E nesse primeiro dia íamos sair com um vendedor pra conhecermos a rotina de cada um. Nessa folha que assinamos estava dizendo que era um primeiro dia de experiência, e que teríamos que voltar no final do dia pra fazer outra entrevista. Quando saí com o funcionário, fiz algumas perguntas pra ele que me desesperaram mais ainda!!

Nós iríamos fazer venda em Dublin 22 (teríamos que pegar 2 ônibus) e só voltaríamos para a empresa as 21:00 (isso era 13:00). Fiquei assustada de ter que ir pra tão longe com uma pessoa que não conheço, fazer um tipo de trabalho que não me atraía e então desisti.
E como Deus é tão bom, saindo desse lugar, me ligaram para fazer entrevista em um hotel, que fica localizado perto de casa! Foi ótimo!!! Na entrevista a mulher já me contratou pra começar 2 dias depois, que é onde estou trabalhando.

O hotel se chama CASTLE HOTEL e meu trabalho é de faz-tudo!! hahaha. De manhã fico na cozinha servindo café da manhã para os hóspedes, tirando mesa, lavando louça, preparando café, limpando o ambiente, e a tarde, arrumo os quartos. É bem puxado e o dorflex tem sido meu melhor amigo!! rsrs, mas não posso reclamar, trabalho 8 horas por dia, mas somente finais de semana (sexta a domingo e feriados). Trabalhei o final de semana passado e mais a segunda-feira (feriado aqui na Irlanda). Conseguirei pagar as contas fixas, guardar uma graninha e ainda deixar os dias da semana para me dedicar aos estudos.
Segue fotos do meu JOB.







No mesmo final de semana, o Fred também conseguiu um emprego.
Depois de entregar vários currículos, um hotel também o chamou pra trabalhar. No domingo ligaram pra ele ir fazer uma entrevista e já o contrataram pra começar no mesmo dia! Muito bom!!
O trabalho dele também é somente aos finais de semana e ele trabalha no pub do hotel, como respositor de bebidas!! É um trabalho pesado e que dura até altas horas da manhã, mas esse não é o momento de recusarmos emprego! Quando conseguir outro para trabalhar durante o dia, provável irá trocar!

Pelo menos agora podemos ficar mais aliviados!!
Abaixo segue algumas fotos do Dublin Citi:





Queremos agradecer a todos e principalmente a família pela força!
Estamos com saudades...
Até o próximo post.