31 de ago de 2010

Happy Birthday Cultural


Com uma semana de atraso, já que o ocorrido foi domingo da semana passada (22/08), temos que contar nossas experiências em um aniversário mongol. Era pra ser um simples aniversário de criança, de 1 e 4 aninhos.

A Lili foi convidada para essa festa dos filhos de uma colega de trabalho, da Mongólia, um país ao lado da China. A festa estava marcada para as 5 horas em um restaurante chinês, próximo a nossa casa. Chegamos um pouco atrasados e já estavam a família da criança e alguns convidados esperando somente nós chegarmos para começar a festa, quer dizer, começar a se servir.


Ao chegarmos na festa, cumprimentados as crianças, um menino e uma “menina”. Ops, na verdade são dois meninos, e que na cultura mongol não se corta o cabelo da criança até os dois anos, por isso a confusão. Todos felizes com nossa chegada, vamos nos servir. Veio a mesa pratos típicos chineses e para nos envergonhar em vez de faca e garfo, hashi que são os “pauzinhos” usados para comer. Para pegar carne, era mais fácil, mas não conseguimos usá-los para comer arroz  e depois de um tempo não resistimos e pedimos uma colher para comer. Uma delicia o jantar, muito bom mesmo.

Antes do jantar acabar, o pai das crianças tirou de baixo da mesa uma garrafa de vodka. Eu fiquei sem entender o que ele tinha falado, e logo abriu a garrafa e bebeu uma dose e serviu sua esposa com outra dose. Eu, Lili e Thais rimos um pouco da Emy (mãe das crianças) bebendo e logo depois descobrimos que na cultura mongol servir vodka em ocasiões assim é normal e todos os presentes tem que beber, ou é considerado ofensa.

Pronto, ai começou a parte boa da festa infantil. Vamos fazer a roda bebendo uma garrafa de vodka. No começo foi bem divertido, o copo fazendo a roda e as caretas das pessoas após beber era de dar risada. Muito engraçado. Após  4 rodadas a garrafa acabou para o alivio da turma. O calor da vodka batendo e mais conversas, alias Alcohol improve my english, e de repente o pai tirou uma garrafa de Jameson debaixo da mesa e começou novamente outra rodada. Já sem saber quantas doses já tinha rolado e não tinha como evitar as próximas, já que para eles recusar a dose é uma ofensa muito grande, então tínhamos que beber. (ôôô coisa difícil)

Segue alguns vídeos e fotos da rodada de doses.

Vídeo 1: Clique aqui

Vídeo 2: Clique aqui











Acabando a garrafa de Jameson o pai disse bem alto: “break now” e começou a servir outra rodada de comida. Nessa hora estávamos bem animados, rasgando o “verb to be” com a galera e tentando comer com hashi, quando eis que surge uma outra garrafa de vodka na mesa. Que festa infantil viu...! Nada de brigadeiros, doces de leite e “Guaraná Mineiro”, somente comida chinesa vodka e whisky... Esse pessoal da Mongólia que sabe fazer festa. Isso tudo numa festa de criança, não quero nem imaginar como seria uma festa de 15 anos...

Mais 3 rodadas de vodka pra cada, eu pra lá de Bagdá, Lili e Thais sorrindo e cantando no karaokê chinês, uma maravilha a festa infantil... Lógico que depois de um porre desse não poderíamos ir pra casa. Acabou a festa cedo, eram aproximadamente 21horas e decidimos ir para um pub. Fomos para casa, fizemos mais um esquenta com uma cervejinha e convidamos nossos vizinhos para irem a algum pub e fomos para o The Morgans, que estava rolando uma música eletrônica com um Dj fazendo um “live” muito bom. Enfim, uma noite bem legal e finalizando com um som de qualidade.


Seguem algumas fotos da balada








Enfim, esse foi o nosso domingo incomun aqui na Irlanda. Valeu muito a pena conhecer um pouco da cultura mongol e ver como são diferentes os costumes deles como os nossos. Para falar a verdade, eles que sabem fazer festa de criança, né! (risos)

Até o próximo.

2 comentários:

  1. Que bom Érica!! Sempre que podemos mantemos atualizado com mais novidades pra vcs!
    =)

    ResponderExcluir